Porto Santo em Família

Na hora de decidir as férias em família o Porto Santo é cada vez mais uma opção. Fica perto, é seguro e tem uma das melhores praias do Mundo.

 
 

 

Para muitas famílias escolher um destino para as férias de verão pode ser uma dor de cabeça. As crianças não se adaptam a viagens longas, a logística não permite viajar de forma leve e os pais, ainda que queiram estar com os filhos, também querem aproveitar as férias para descansar.

O Porto Santo cumpre todos estes requisitos. Por causa disso é cada vez mais um destino e eleição para quem viaja com crianças. Os acessos ao mar são fáceis. Os hotéis têm qualidade e não faltam atividades de lazer.

Por tradição o Porto Santo sempre foi o principal local de férias dos residentes na Madeira. Nas memórias de infância de muitos madeirenses estão os verões aqui passados, com a vida tranquila, poucas regras, as distâncias curtas, a sensação de segurança e liberdade e, claro está, a praia.

Desde há cerca de três décadas este imaginário está também cada vez mais nas memórias de infância de visitantes de outras paragens. Que o diga a Inês Simões, autora do blogue Eu Mãe, que nos últimos quatro verões passas férias no Porto Santo: “É a praia preferida dos sogros, que todos os anos juntam netos e filhos para uma semana em família.

Inês Serra Cancela, autora do blogue Inês 3D refere a distância como um fator decisivo na escolha, apenas duas horas de avião a partir de Lisboa.

A influente Ana Garcia Martins, do blogue A pipoca mais doce, com 261 mil seguidores, também acentua a proximidade do Porto Santo: “Num instante chegamos a Porto Santo. A pessoa enfia-se num avião 16 horas para fazer praia e temos uma espetacular mesmo aqui ao lado.”

Mariana Seara Cardoso, do blogue Aos Pares também visitou a ilha com a família e acrescenta “não ser preciso ir longe para estar no paraíso”. Mesmo com quatro filhos assume ter conseguido ter tido “momentos de descanso, de paz e de namoro”. No texto classifica a experiência: “dias de sonho em família no verdadeiro paraíso”.

A conclusão de Inês Serra Cancela segue a mesma linha: “há muito tempo não tínhamos umas férias tão divertidas em que conseguíamos desfrutar da família, da energia e respeitar os momentos de cada um.”

Parte do sucesso da ilha como destino de família tem a ver com a praia de 9 km de areia dourada. Continua a ser a principal atração. Inês Simões escreve que “não há nada melhor do que dormir com o pé na areia e ter a praia, as ondas, o dia de verdadeiro descanso à distância de passos. O Porto Santo, mais uma vez, nos dá isso e muito mais de mão beijada, a praia é linda, longa, calma, o feeling muito bom, muito zen. Não há pressa para nada, os únicos relógios são os tempos dos miúdos, que se esticam cada vez mais.”

Ana Garcia Martins concorda: Não há como negar, a praia é maravilhosa.” E uma daas razões que fazem do Porto Santo “uma pequena maravilha”.

O clima ajuda, escreve Inês Simões, indicando que “é sempre ameno, sempre morno, de dia e de noite, com o céu pintado de nuvens que ora tapam o Sol, ora o deixam escaldar a pele. A água é maravilhosa, quentinha, com ondas suaves e divertidas”.

Sofia Santos, guia turística, recebe muitas destas famílias e destaca no Porto Santo, a “simplicidade relativamente às grandes cidades”. Quanto às crianças “adoram os mergulhos no mar que dispõe de boas temperaturas todo o ano e das brincadeiras no areal com textura suave e fina, onde muitas vezes criam belos castelos e esculturas”.

Bruno Martins, diretor do resort Vila Valeira acrescenta que a praia “é extremamente segura, sem mares fortes, nem ondulação alta” e lembra que toda a ilha é de “bandeira azul”, inclusive em termos de poluição.

Fora da praia Sofia Santos lembra que há muito por fazer: Golfe, passeios a pé, a cavalo, ou de bicicleta, ou mesmo um passeio de carro pelas paisagens da ilha.

A segurança traz descontração. A maior parte das ruas do centro da cidade está fechada ao trânsito. Existem vários jardins e parques infantis,

Os hotéis têm alojamentos pensados para famílias, clubes para crianças e equipas de animação disponíveis. Bruno Martins refere que no Vila Valeira, por exemplo, existe um mini clube e um maxi clube – o primeiro até aos 6 anos, o outro dos 7 aos 13 anos. “O conceito está todo orientado para famílias”. Todo o hotel foi pensado em termos de segurança e viabilidade para férias especialmente com crianças.