Act 3, Madeira Islands, Portugal

Depois da estreia em 2016, as águas madeirenses voltam a ser o palco de mais uma etapa do Extreme Sailing Series.

A baía do Funchal é, pelo segundo ano consecutivo, o palco de mais uma etapa da prova Extreme Sailing Series. Entre 29 de junho e 2 de julho, alguns dos melhores navegadores do mundo mostram as suas habilidades. São 22 embarcações, incluindo uma equipa portuguesa, cada uma com dois atletas, que irão competir no Funchal.

O site oficial do evento sugere a Marina do Funchal, local onde ficará a vila da corrida e o local de apoio aos atletas, como um dos melhores sítios para assistir à terceira etapa da competição. A organização descreve ainda o Funchal como uma cidade a “explodir de cultura e história, com uma arquitetura interessante e com muitas coisas para fazer”.

A Extreme Sailing Series é uma prova mundial de vela que reúne alguns dos melhores navegadores do mundo, que competem entre si em idênticos catamarans GC32s. Como novidade, este ano participa ainda uma frota de hidrofoiling Flying Phantoms. Cada edição dura dez meses e passa por três continentes, sendo dividida em oito etapas.

A 11.ª edição do evento começou no dia 8 de março em Muscat (Omã) e, antes de chegar à Madeira, passou ainda por Quingdao (China). Depois da etapa no arquipélago português, a prova passará ainda por três cidades europeias com, neste momento, estarem apenas confirmadas as passagens em Hamburgo (Alemanha) e em Cardiff (Reino Unido). A edição deste ano terminará no continente americano com uma etapa em San Diego (Estados Unidos da América) e outra em Los Cabos (México).