Jazz 2025 de 10 a 12 de julho

O diretor artístico do Funchal Jazz faz balanço positivo da edição deste ano

Pela primeira vez o Funchal Jazz Festival teve quatro noites de atuações no palco principal. O concerto do domingo foi uma iniciativa da associação cultural Melro Preto e a noite teve o único momento vocal da edição deste ano.

O concerto extra trouxe à Madeira o grupo de Joshua Redman, um quarteto, que neste espetáculo apresentou também a cantora Gabrielle Cavassa.

No balanço da edição deste ano, o diretor artístico, Paulo Barbosa, contabilizou uma afluência ao nível de anos anteriores, exceto no primeiro concerto da sexta-feira, em que por causa do jogo da seleção portuguesa de futebol para o Euro 2024, o público foi mais reduzido.

No próximo ano os concertos do palco principal do Funchal Jazz Festival realizam-se entre os dias 10 e 12 de julho.

Pela primeira vez o Funchal Jazz Festival teve quatro noites de atuações no palco principal. O concerto do domingo foi uma iniciativa da associação cultural Melro Preto e a noite teve o único momento vocal da edição deste ano.
O concerto extra trouxe à Madeira o grupo de Joshua Redman, um quarteto, que neste espetáculo apresentou também a cantora Gabrielle Cavassa.
No balanço da edição deste ano, o diretor artístico, Paulo Barbosa, contabilizou uma afluência ao nível de anos anteriores, exceto no primeiro concerto da sexta-feira, em que por causa do jogo da seleção portuguesa de futebol para o Euro 2024, o público foi mais reduzido.
No próximo ano os concertos do palco principal do Funchal Jazz Festival realizam-se entre os dias 10 e 12 de julho.